sábado, 9 de agosto de 2014

Festa no Nogueiro - Góis

No passado dia 3 de Agosto realizou-se a Festa no Nogueiro, com a presença da Filarmónica Varzeense

Novos Executantes da Filvar em destaque no jornal " As Beiras "

Os novos executantes Ruben e Mauro da Filarmónica Varzeense tiveram direito a notícia de jornal "As Beiras " no passado dia 04.08.2014

Presidente da Direção da Filvar, na desportiva

 Quando menos esperava o Presidente da Direção Sr. João Bruno foi contemplado com o 1º lugar das rifas e ganhou uma bicicleta. Agora já pode ir até á Filvar, de bicicleta. É caso para dizer que nem tudo corre mal!

 

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

112 º Aniversário da Filarmónica Varzeense

video

Mauro e Ruben são novos elementos da Filarmónica Varzeense

O Mauro e o Ruben são alunos exemplares, não menosprezando todos os seus colegas, mas já entraram no Conservatório de Música de Coimbra. Parabéns e que sejam um bom exemplo para todos aqueles que os admiram e um incentivo para a entrada de novos alunos da Escola de Música da Filvar.
 
Filarmónica Varzeense e Filarmónica Pátria Nova de Coja a tocarem uma marcha em conjunto no dia da Festa da Filvar em 27.07.2014

Filarmónica Varzeense em Festa - Mega Concerto Assinalou 112.º Aniversário da Filarmónica


A Filarmónica Varzeense - Filvar, de Vila Nova do Ceira, assinalou 112 anos de existência com um vasto e brilhante programa, que preencheu todo o dia 27 de Julho.
Os festejos iniciaram com Missa Solene, acompanhada ao som da Filarmónica, seguida de procissão, em honra de Santa Cecília, padroeira da música.
Sob uma manhã de sol radiante, diretores, convidados e amigos da colectividade acompanharam a Filarmónica aniversariante numa romagem ao cemitério, onde foi depositado um arranjo de flores e descerrada uma lápide, em memória dos executantes, dirigentes e amigos da Filvar já falecidos.
Ainda no cemitério, o diretor da Filvar, João Bruno, agradeceu à Junta de Freguesia, por ter acolhido a possibilidade de ser colocada esta lápide no cemitério e pediu um minuto de silencio, em homenagem dos falecidos que “lutaram” pela filarmónica ao longo destes 112 anos.
Mário Garcia, vice-presidente da Câmara Municipal de Góis, também enalteceu a ideia, saudando este gesto que vem honrar a memória daqueles que muito fizeram pela Banda e pela cultura de Vila Nova do Ceira. Para o autarca, este gesto inovador evoca não só aqueles que repousam no cemitério de Vila Nova do Ceira, mas todos os que lutaram pelo sucesso da Filvar e terminou: “aqui há pessoas que fizeram um excelente trabalho por esta filarmónica e pela comunidade”.
O habitual almoço convívio, que decorreu na sede da FILVAR, reuniu dirigentes, executantes e amigos da centenária Filarmónica, num total de presenças que superou todas as expectativas e que, à semelhança do habitual, contou com uma deliciosa ementa, confecionada e servida pelos voluntários que se predispuseram a ajudar.
No final do repasto, o Presidente da Filvar, Sr. João Bruno, começou por agradecer a presença de todos e formulou votos de longa vida para a Filvar. Enalteceu a disponibilidade do maestro Nuno Alves, que dignamente tem acompanhado a FILVAR, desenvolvendo um excelente trabalho e agradeceu a todos os que ajudaram a saldar a conta do concerto do telhado da Casa sede.
Nuno Alves, maestro da Filvar, também enalteceu o trabalho que tem sido desenvolvido pela nova direção, aproveitando para elogiar todos os elementos que tem trabalhado para o desenvolvimento desta casa, bem como, os que se associaram para efetuarem o peditório e ainda aos que contribuíram, ajudando a liquidar a despesa do arranjo do telhado. “A Filvar dispõem de poucas pessoas mas são excelentes voluntários e com muita força de vontade”, afirmou o maestro enfatizando: “a filarmónica possui 15 elementos mas valem por 30”.
O regente Nuno Alves falou ainda da Escola de Música, que tem acolhido os novos aprendizes, de forma gratuita e que irá reabrir em setembro, após período de férias. Nuno Alves lançou o desafio aos jovens para integrarem a Banda e aproveitarem esta oportunidade para aprenderem música.
João Silva aproveitou ainda o momento para entregar ao Presidente da Direção da filarmónicao novo Logótipo da Filvar.
De tarde, com o Adro da Igreja cheio, as surpresas multiplicaram-se em catapulta, com uma apresentação musical dos alunos da Escola de Música, com a Filarmónica Pátria Nova de Coja a surpreender com o seu muito bem ensaiado repertório e com a Filarmónica aniversariante que, mais uma vez, surpreendeu, numa tarde que, nitidamente, foi do agrado de todos.
O concerto foi antecedido por uma arruada, feita por ambas as filarmónicas, que culminou no Adro, com uma peça interpretada em conjunto, que, graças ao exuberante som, estremeceu o coração dos presentes.
Além dos muitos autarcas, representantes de instituições e amigos da Filvar, a honrar o concerto esteve ainda a presidente da Câmara Municipal de Góis, Dr.ª Maria de Lurdes Castanheira.
O programa contou também com um lanche convívio, onde Jaime Rodrigues, presidente da direção cessante da Filarmónica, foi surpreendido por Adriana Pedroso, Diana Garcia, Carolina Garcia e Miriam Santos, que, em nome de todos os executantes, lhe entregaram uma singela mas sentida lembrança.
A terminar com chave de ouro, a Filarmónica aniversariante foi esperar a Procissão, que se insere nas Festas Religiosa em Honra de Nª Sª da Candosa, acompanhando-a até à Igreja Matriz.
Em conversa com o nosso jornal, o grupo organizador desta festa aproveitou para deixar um bem haja à Filvar por ter acompanhado este final de procissão que transporta a imagem de Nª Sr.ª da Candosa do Cerro para a Igreja Matriz.
 
FILVAR TEM NOVOS ELEMENTOS
Foi também neste dia 27 de julho que Ruben Pedroso, de 12 anos e Mauro Marmé, de 11 anos de idade, integraram pela primeira vez as fileiras da Filarmónica.
Ruben disse ao nosso jornal que em novembro de 2013, teve conhecimento que a Filvar estava a necessitar de novos elementos, então, foi experimentar, iniciou aulas em saxofone e desde então tomou-lhe o gosto adivinhando-se um futuro promissor na área musical, dado que, incentivado pelo maestro, fez provas e foi admitido no Colégio de Música S. Teotónio, em Coimbra.
Mauro foi também outro exemplo de bom desempenho. Entrou para a Escola de Música em abril de 2013, a convite de Jaime Rodrigues e após ter passado nas provas, já foi admitido no Conservatório de Música de Coimbra.
Orgulhoso, o maestro Nuno Baeta confessou: “é a primeira vez na história desta filarmónica que jovens músicos integram escolas de música de tão grande renome em Coimbra, mas, eles têm tudo para serem excelentes profissionais” e admitiu “eu da idade deles não tocava nem metade”.
O Jornal O Varzeense felicita o Ruben e o Mauro pelo seu sucesso musical e deixa um incentivo aos outros elementos que frequentam a Escola de Música da Filvar para que lhe sigam o exemplo.
 
In Jornal O Varzeense N.º 632
 

Alguns novos alunos da Escola de Música da Filvar

Um bom exemplo a seguir, o Gabriel também já é músico e é filho do atual Presidente da Direção Sr. João Bruno Martins

Alunos da Escola de Música na Festa da Filvar - Julho 2014

video
O gosto pela música está demonstrado nestes Alunos da Escola de Música da Filvar. Parabéns aos alunos e professores!!

Góis Oroso Arte 2014


video
Filarmónica Varzeense, Filarmónica da AERG e Grupo Coral de Góis 10.07.2014